domingo, 1 de novembro de 2009

noite fora




quantas vezes, sem saber o que dizer, optamos pelo silêncio?
é a pior das decisões: não passa da perpetuação do "e se".
eu vou-me calar, e esperar pelo teu perdão, por ter sido rude...

Sem comentários: