quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Mudança #2, o Regresso ao Passado



Como devem ter reparado tenho estado a modificar o blog. Inserir-lhe novos pormenores na barrinha lateral. Nada de especial, só umas imagens, estou a considerar colocar música, sem auto-play, ou vídeos, mas isso requer melhor formação da minha parte... O blog está a mudar. Porque eu quero! Eu gosto de mudanças... adoro mudanças... gosto do cheiro a novo tanto como do cheiro a velho... o que interessa é que seja novidade! Sou um homem, um pequeno homem, que adora mudar, adora viver ao máximo o ilimitado número de seres que dentro de mim existem!

Mudar é sempre bom, é sempre fresco, é sempre novo... O problema é que nós não somos um livro que se apaga e se começa a escrever de novo, eu pelo menos não sou... E por onde quer que passeie, cruzo-me com o passado. Olha eu de cabelo rapado! Olha eu com cinco anos! Olha eu a jogar basket! Muitas vezes até passados próximos, ontens ou anteontens, mas que pesam e cheiram a antiguidade... Parece que foram livros que se fecharam onde dificilmente voltamos a entrar: se mudámos por algum motivo foi! E eu vejo assim os momentos da vida: como capítulos separados que valem por si... Por isso é tão difícil mudar! Porque o passado não se apaga, e temos de viver com ele...

**

Estou a ler Jesusalém, de Mia Couto. Está dividido em 3 partes, eu já li duas. No blog ...viajar pela leitura... há uma avaliação feita ao livro, no qual recebeu 4 em 6 possíveis. Respeito essa avaliação, mas eu dar-lhe-ia uma classificação mais positiva... É um história belíssima, decorada pela poesia de Mia Couto, que se debruça sobre o Esquecer... Sobre o começar uma nova vida, completamente...Sobre a impossibilidade de fugir ao passado. É um livro belíssimo, que abre logo com um texto de Hermann Hesse, de Viagem pelo Oriente:

Toda a história do mundo não é mais
que um livro de imagens reflectindo
o mais violento e mais cego
dos desejos humanos: o desejo de esquecer.

Sem comentários: