domingo, 27 de setembro de 2009

Public Enemies



Posso resumir o filme com uma frase de um amigo meu: "Ele assaltava bancos e morreu!". É sobretudo um filme de acção, e sinceramente, não sou grande adepto desses filmes. E a este faltava carga emotiva, uma história interessada, uma abordagem mais profunda. Estava à espera de muito melhor, tendo em conta toda o ênfase à volta da sua estreia.

Há no entanto pormenores em que este filme é grande, para além da duração: uma grande imagem! há momentos completamente muito belíssimos, desculpem-me a redundância!; a música muito bem escolhida, ou produzida, não sei; e a grande interpretação do Johnny. Acho ainda assim, que o Johnny merecia uma personagem mais explorada, e mais a fundo.

Se me perguntarem, o que está mal no filme, eu digo, "falta história, falta algo mais profundo", e é além disso muito longo. Penosamente longo... Exageraram nas cenas de acção, e exploraram mal o filme! Há momentos muito intensos, mas são escassos num filme tão longo.

Note-se que esta é a minha opinião, que está longe de qualquer rigor cinematográfico... Se o classificasse dar-lhe-ia um 4 ou 5, de 0 a 10, porque é daqueles filmes que se eu apanhasse na televisão, mudava de canal... Mas tenho pena, porque com tão bons actores, com momentos tão especiais, transformaram um filme com potencial em aproximadamente 2 horas de tiroteios...

A mesma crítica que criticou a longa duração de filmes como The Curious Case of... e The Boat that Rocked, que eu acho, especialmente no caso do primeiro, ser a duração correcta, senão pequena, elogiou, e muito, este filme. Acho isso um erro. Falta alma ao filme.

Sem comentários: