terça-feira, 25 de janeiro de 2011

O Deus das Moscas| o medo destrói a razão



O Deus das Moscas de William Golding é uma interessante reflexão sobre a origem do mal, sobre o caos e sobre o medo. a partir de um núcleo de crianças que sobrevivem a um acidente de aviação numa ilha deserta gera-se uma sociedade que tem dificuldade em se organizar. o medo, encarnado numa fera imaginada, destrói por completo a união dos pequenos, assim como a capacidade de pensar, libertando todo o mal, todo o ódio que até ali se havia acumulado. é um livro duro, que está magnificamente escrito para nos dar um soco na alma.

"-Imagina tu! Pensar que a Fera era alguma coisa que se poderia caçar e matar! - (...) - Tu sabias, não é verdade? Eu sou parte de ti próprio. Aproxima-te, aproxima-te ainda mais! Sou eu o motivo por que não se pode ir mais além? Porque é que as coisas são o que são?"

2 comentários:

Austeriana disse...

É uma obra que nos coloca em terreno desconfortável, porque nos envia para o que existe de mais negro nos humanos.

Um livro excelente.

joao amorim disse...

exactamente.

cumps