domingo, 9 de janeiro de 2011

2010 em álbuns - 1. Linda Martini - Casa Ocupada



orgias de guitarras, bateria magistral, baixo poderoso, palavras que nos roubam a alma. é difícil escolher um álbum dos Linda Martini, todos diferentes, todos igualmente perfeitos. este foi para mim o álbum de 2010.

para além de um universo doloroso, intenso e poético comum a todas as músicas, há algumas que se destacam, por apresentarem uma maior intensidade e densidade psicológica. em Nós os Outros sente-se o desespero de uma relação que nunca funcionou, na Mulher-a-Dias vê-se a sujidade e o caos da alma desarrumada, a toda-poderosa bateria de Hélio Morais atinge o céu para nos dar uma reflexão sobre a partida em Elevador, há espaço para o devaneio juvenil de Juventude Sónica, o baixo perfeito e a crítica ao mau perder como incentivo à acção em Belarmino VS. tudo isto num álbum que reflecte o início dos Linda Martini, o regresso a um universo que é deles, um álbum que após as primeiras audições exorciza qualquer coisa.





Sem comentários: