quinta-feira, 10 de março de 2011

sei lá o que digo


marasmo infravermelho, photo da casa

o tempo passa sem dar contas a ninguém. as contas dão-se a ele mas perdem-se no irrelevante. não é nisto que penso enquanto escrevo. escrevo palavras, penso palavras, pouco interessa se são iguais ou reais. o importante é respeitar o ritmo, respeitar a melodia. o importante é escrever, não porque interesse para merda alguma o que escrevo, mas porque escrever é mais do que não escrever. assim como pensar é mais do que não pensar. nem só de mais se faz a vida. não digo isso. não digo nada que não sei no que raio penso.

Sem comentários: