terça-feira, 12 de janeiro de 2010

O Sentido trágico da vida

"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têem medo da luz."
Platão

"O mundo é uma comédia para os que pensam, e uma tragédia para os que sentem."
Horace Walpole

"Morrer é um ato tão natural como nascer - a grande tragédia é viver."
Francisco de Bastos Cordeiro

"A tragédia da velhice não é ser idoso, mas jovem."
Oscar Wilde

O conceito de tragédia não é exacto ou universal. É pessoal, muito pessoal. Notem-se as diferentes interpretações de tragédia. Para mim, antes de ir parar ao Wikiquote enquanto fazia um trabalho sobre a Tragédia Clássica, era simplesmente algo muito mau. Algo demasiado mau. Esse é talvez o único elemento comum a todas as interpretações individuais de tragédia.

A vida é muitas vezes comparada, justamente, a uma estrada. Penso que essa comparação é merecida, no sentido em que é ela é a nossa linha de viagem até algo. Eu gostaria de realçar a frequência com que esse sentido aponta a tragédia, apesar de a verdadeira tragédia ser tão diferente de homem para homem. Não direi que a vida ruma sempre numa direcção trágica, mas é inegável que caminha nessa direcção com muita frequência.

Mas o que e tragédia para mim? Pode não o ser para mais ninguém... Temos medo que as tragédias nos aconteçam, temos particular medo que A tragédia nos aconteça. E é sempre essa a que tem mais tendência para acontecer. Pelo menos acho que sim. É o medo... ("Quem sabe o medo é minha cruz..."Manel Cruz ) Tenho particularmente medo de ter medo... Parece que quando se tem medo as coisas acontecem mais facilmente. (parece...). Por isso tenho muito medo de muita coisa. Por isso acho que a vida tem um sentido trágico. Afinal de contas, quem não tem os seus medos? Mas isto tudo, é só o que eu penso. É só, mas às vezes parece que tanto.

3 comentários:

Isabel Maguiar disse...

Gosto principalmente de comparar a vida, de cada um entenda-se, ao sulco que deixa o barco ao passar na água... Por vezes, ironicamente, somos o timoneiro que nos leva directos á tempestade, mas a tempestade não é forçosamente a tragédia, nem talvez os nossos medos sejam os fantásmas do que pior nos pode acontecer.
Gostei do seu texto.

jp, le miserable disse...

talvez não sejam... "Quem sabe .."

Obrigado.
Cumps

LMDP disse...

"A tragédia da velhice não é ser idoso, mas jovem." Oscar Wilde.