quarta-feira, 15 de julho de 2009

O Valor da Opinião



Desde que o Homem começou a pensar e a sentir, começou a ter os seus gostos, e a criar as suas próprias opiniões. Com o tempo foi desenvolvendo e fundamentando as suas opiniões fundamentando-as, e aprofundando, reflectindo sobre questões que ainda hoje não têm uma resposta absoluta.

A opinião é algo respeitável: uma posição que um ser assume como sendo sua, independentemente de opiniões de terceiros. A opinião demonstra a existência de um ser reflectivo por trás do conjunto de tecidos a que se chama Homem. Qualquer ser humano tem direito a ter a sua, seja ela qual for, por mais bárbara ou retrógrada que seja. É claro que sujeitam-se a uma contra-opinião, porque qualquer outro ser humano, ou ele mesmo, pode desenvolver uma opinião sobre a sua opinião.

A Opinião é uma posição defendida por alguém. Diferentes motivos podem levar à expressão de uma opinião, entre eles se contam, a necessidade de expressão, a tentativa de integração na sociedade exercendo um direito cívico, a tentativa de mudar mentalidades, e/ou comportamentos, ou promover/despromover algo. Obviamente muitos outros motivos poderão estar por trás da expressão da opinião de alguém, mas estes foram aqueles de que me lembrei.

No meu caso em particular, gosto de expressar as minhas opiniões pelo prazer que me dá escrever/falar e dar a conhecer os meus pontos de vista. Por vezes gosto de tentar pôr outras pessoas a pensar como eu, mas de uma forma geral, só gosto de dar a conhecer as minhas opiniões. Elas não são melhores do que as de ninguém. São confusas e por vezes incoerentes entre si. O que não lhes tira valor nem validade teórica, podendo isso sim, perder validade prática. Isso não me interessa! O que me interessa é ver o discorrer das palavras que de mim sai, formando claras correntes de pensamento, cuja finalidade e em conjunto são confusas, mas que permitem a qualquer outra pessoa seguir os passos do meu raciocínio, chegando a uma opinião, igual, semelhante ou diferente da minha.

Por isso peço desculpa, se alguma vez uma opinião minha magoar alguém. Não é a minha intenção. Nem isso, nem colocar uma opinião clara em cima da mesa. Apenas marcar posição e deixar as palavras. As pessoas que construam a sua mesma.

1 comentário:

Austeriana disse...

Se o grande Walt Whitman afirma "Do I contradict myself? Very well then I contradict myself, (Iam large, I contain multitudes.)", quem somos nós para o contradizer?
:)